Cedência de terreno para Lar de Monção

Cedência de terreno para construção 

de um Lar Residencial em Monção

A Delegação de Monção da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Viana do Castelo foi criada a 19 de março de 1983 e ao longo dos anos tem lutado para dar resposta às pessoas com deficiência mental do concelho e respetivas famílias.

Atualmente, possui um Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI), um Lar de Apoio (LAP) e um Lar Residencial (LRE) que dá resposta durante todo ano às famílias que necessitam deste apoio.

Nos últimos anos, as solicitações para a resposta de Lar Residencial têm aumentado exponencialmente.

Face a esta procura, a Delegação de Monção já há vários anos que tenta encontrar uma solução para poder alargar a resposta social de Lar Residencial.

Recentemente, em colaboração com a Câmara Municipal de Monção e com a Junta de Freguesia de Monção e Troviscoso, fizemos novamente uma procura ativa de várias hipóteses para a resolução deste problema.

No início deste ano a Junta de freguesia de Monção e Troviscoso mostrou-se disponível para nos ceder um terreno e, no dia 31 de agosto, foi assinado o acordo comodato de cedência de terreno com pinhal e mato, sito em Gandarela, Freguesia de Monção e Troviscoso, concelho de Monção, com uma área total de 4.349 metros quadrados.

 acordo LRE Moncao1 thumb    acordo LRE Moncao2 thumb

 

          brasão moncao troviscoco          logo camara monção 1

 

A Delegação de Monção e a Direção da APPACDM de Viana do Castelo, estão gratos por todos os esforços que foram realizados para dar este passo de gigante, que irá contribuir para a construção de um novo Lar Residencial no concelho de Monção.

Agora temos ainda muito caminho a percorrer, mas a cedência de terreno abre a porta para podermos pensar no traço arquitetónico que responda às exigências da Segurança Social e que dê resposta a um maior número de pessoas com deficiência mental.

 

delegacao moncao2 web

 

agenda eventos praias 2021

 

livro reclamacoes red

 

 

 

 

plano de contingencia